Foi aberto em Gramado o Geo Museu, que reúne mais de 600 pedras preciosas em um amplo prédio de três mil metros quadrados. O espaço foi construído especialmente para o museu, e fica na avenida das Hortênsias, próximo à divisa com Canela. O Geo Museu sucede ao Museu Gramado de Pedras Preciosas, fundado em 2008.
O Geo Museu exibirá pedras como ágatas, ametistas, citrinos, turmalinas e opalas, entre outras gemas brasileiras e de outros países, além de exemplares de fósseis. O interesse crescente do público pelo tema, levou os empreendedores a procurarem um local mais amplo, que valorizasse cada peça. Entre as mais fotografadas está um geodo de quartzo ametista procedente do Uruguai, com quatro metros de altura e mais de seis toneladas de peso. O exemplar é oriundo dos grandes derrames vulcânicos que originaram a Formação Serra Geral, desencadeados pela separação da América do Sul da África, há cerca de 130 milhões de anos atrás. Esta ametista se destaca pela cor púrpura intensa e reúne todas as características de valor que os colecionadores apreciam. 

       


       


Veja como chegar